Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

Leva-me a Dançar...

Ppl...

 

Este texto tem um significado especial para mim....não me perguntem o porquê....

 

A quem este texto foi e é dedicado, entenderá....

.

 

                                   

.

.

                                             "Leva-me a dançar"

 

 

 

Não acredites nos poemas que falam de amor, os amores são todos iguais, algumas lagrimas na hora da despedida rolam-nos no rosto e mais tarde ou mais cedo secam.

 

Os poemas movem-se sozinhos, ás vezes entram-nos na cabeça mesmo quando não queremos, até mesmo os mais feios, os que são para esqueçer, mais tarde ou mais cedo encontramo-nos a relembra-los.

 

Leva-me a dançar...

Uma dança mexida que dê para nos soltar, solta os cabelos e deixa-os voar, deixa-os girar á nossa volta, és tão bonita que quase nem consigo continuar a escrever este poema e a dançar.

 

Não acredites nos poemas que gritam o amor, porque no fundo ninguem consegue explicar o que ele é, tentam meter o amor nos poemas, tentam fazer voar as palavras levemente com rimas muito façeis para serem sinceras.

 

Não acredites nos poemas que falam de amor, porque podes correr o risco de nunca conseguires sair de um amor que não passa de um jogo de palavras que nos comovem e nos fazem como que ouvir violinos, violinos que depois na vida não soam.

 

Alias...leva-me a dançar ao som de violinos verdadeiros....

Em frente aos teus olhos severos, verdadeiros e doces, tão doces que até o tempo irá parar á tua espera.

Deixa-me sentir-te feliz, não acredites nos poemas e...

 

Leva-me a dançar

 

 

 

Mané

.

.

 

Som: Zucchero-Baila

publicado por Frágil às 22:03
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito

Fabula...

.

.

„Fabula"

 

  

Em cada dia que passa vou contando a minha fabula

Conto-a quase todos os dias a quem quer que tu sejas

Visto-me de sonhos para te dar o que quiseres

As ilusões do "Eu Menino" que brinca aos heróis

Estes textos que vão passando às vezes pégam fogo e tu...

És alguem que vem á procura de sonhos e de poesia

Atraz desta mascara existe um homem e tu sabes disso

Um homem que percorre a mesma estrada que tu

Atravéz deste blog vou pintando o meu rosto

Para que a vida não me reconheça e se vá embora

  

O coração bate e cada dia é uma experiençia nova

A minha vida vai na mesma direcção

Atravéz deste blog visto-me como um Rei

Para que tu sejas Rei de um momento de magia

Com algumas palavras transformo a nudez da realidade

Poucas estrelas de papel e heis o teu céu aqui

Experimenta tu mesmo a inventar a minha poesia!!!

E esqueçe o mundo com as suas loucuras

Faz com que o que está lá fora fique onde está

Tu sorris, cantas, escreves e choras comigo

  

Ás vezes volto a ser menino e deixo cair uma lagrima

Em cima deste casaco que tenho por cima da pele

Atraz desta mascara existe um homem e tu sabes disso

Um homem com alegrias, amarguras e problemas

Atraz desta mascara estou eu...tão somente eu..

O que procuro e o que quero...só Deus o sabe

E só Deus sabe quantas vezes já nasçi e morri

Por causa desta fabula que é minha

   

Vem, entra....

Que na minha fabula...

   

Há espaço para ti tambem

   

   

Mané

.

.

 

Som: Paolo Conte-Via con Me

publicado por Frágil às 08:08
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
Terça-feira, 8 de Abril de 2008

Eu Sonhador...

.

.

„Eu sonhador“

 

 

 

Virei sonhador

Para me sentir menos só

E para não me lembrar quantos anos tenho

Virei sonhador e...a minha profissão é fazer sonhar

É facil, basta fechar-se os olhos e fotografar o mundo

Basta olhar bem o negativo para....

Se ver a profundidade do mar

Ésta ruga no meu rosto

Uma dor em forma de tatuagem

Que bom  ser sonhador

 

Perdi-me entre as estrelas

E entre amores a bom preço

Toquei no fundo da liberdade

Há quem diga que seja louco

Ou que sou um sortudo

Dizem tambem que quem sonha não tem desilusões

 

Mesmo sonhando eu continuo a dizer: “talvez”

Para não dizer “acabou”

Tento respeitar as regras dos jogos dos outros

Respeito-as com dor no coração

Mas sou um sonhador

 

Virei sonhador e...

Quem leu o que eu escrevi

Descobriu de certeza que não tenho destino

E como fazem todos os sonhadores

Consigo meter-me de parte

Enquanto o mundo continua a dizer-me “Não”

Daqui por mil anos haverá alguem que fale dos sonhadores

Assim como os animais do passado

Que comiam emoções

Daqui por mil anos ou daqui por duas horas

Mas deixem-me ser sonhador

 

Qualquer dia vou-me embora

Mas deixo-vos um poema nos labios

A vida que importancia tem?

 

Qualquer dia vou-me embora

Para onde o céu se encontra com o mar

Ahhhhhh....... não será nada se....

Neste mundo....

 

Eu seja apenas um sonhador

 

 

Mané

.

.

 

Som: Susana Félix-Mais olhos que barriga

publicado por Frágil às 22:31
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Segunda-feira, 7 de Abril de 2008

Vida É...

.

.

"Vida é"

 

É solidão e raiva

É Amor e canções

É vinho e alegria

É transito intenso

É chuva que cái

É suor e sangue

É silêncio e noite

É gente que passa

É televisão

É cinema e casa

É telejornal

É politica e máfia

É filosofia e literatura

É o quadro da escola

É droga leve

É medo e frio

É murros na cara

És tu que me faltas

É eu que te invento

É sexo e dor

É viagens por fazer

É listas de espera

É nós que esperamos

É tu que me procuras

É eu que te sinto

  

Vida é.....

  

Tudo de tudo....o que quiseres que eu escreva.

 

 

Mané

.

.

 

Som: GNR-Quero que tudo vá pró o inferno

publicado por Frágil às 07:09
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Sexta-feira, 4 de Abril de 2008

Arca de Noé...

Photobucket

.

.

"Arca de Noé"

 

Somos todos como pequenos peixes neste grande mar da vida

Quase não seguimos a propria rota e nem sabemos nadar

Somos pequenos peixes e até gostamos de andar aos "mergulhos"

Sempre movendo as barbatanas lá sobrevivemos ao mar da vida

   

Somos todos como pequenos pássaros no céu do nosso universo

Não nos deram grandes asas mas consideramo-nos levezinhos

Aguentando os contra-ventos dos "pássaros grandes" quando batem as asas

Somos imprevisíveis e velozes e lá vamos sacudindo as "penas"

  

Somos todos leões e Clown`s deste espectáculo comum

Andamos sujos e limpos, somos cordeiros e féras

Somos todos lobos neste bosque da sobrevivência

Somos um "bando á espera" de uma dentada num caçador

  

Somos bestas e cordeiros neste circo general

Todos nús e vestidos, todos livres e presos

Somos os animais deste planeta

Um bater de asas e um abanar de cauda

  

Gaiola aberta...... gaiola fechada

 

.

Mané

.

.

Som: Francesco salvi-Exacto

publicado por Frágil às 10:13
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
Quarta-feira, 2 de Abril de 2008

Tudo é possível...

 

On______________________________

 

 

 

.

.

"Tudo é possível"

 

 

 

Tudo é possível.... estou aqui...

Não foi facil....podes acariciar-me mas....

Não me podes mudar porque eu sou mesmo assim

Teimoso, irónico e ás vezes um pouco lunático IoI

 

Descarto o mínimo e prefiro o máximo

Tu sabes que no fundo somos muito parecidos

Não sei se és somente virtual ou também tens algo de real

E nem me preocupo em procurar a tua verdade dentro de mim

 

Ás vezes chegas ao ponto de me fazer perder o control

Ás vezes esqueço-me que existes e nem te cago IoIoI

Posso não te tratar muito bem mas...

No fundo é porque confio em ti páhhh

 

Frágil....ás vezes confundes-me as ideias

Está visto que não entenderei nunca o porquê de me seres fiel

Não sabes falar.... mas às vezes parece que sorris e gozas comigo

Talvez um dia entendas porque te deixo algumas vezes sozinho

 

Oh Frágil....tens-me dado tantos problemas

Mas gosto de ti assim....com essas tuas fragilidades rebeldes

E sinto que no fundo....bem lá no fundo tu também gostas de mim

 

Prepara-te amigo...eu estou de volta e....

 

Tudo é possível

 

 

Mané

.

.

 

Som: Francesco Salvi-C`é da spostare una macchina

publicado por Frágil às 22:30
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

favoritos

*Laura c`è*

*Chamem a Policia*

*QUEEN*

*Vigaro cá Vigaro lá*

*Perfume Patchouly*

*Grease*

*Just an Illusion*

*Help*

Um anjo da guarda em carn...

Amar é....

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007