Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

A morte de um poeta...

.

.

" A morte de um poeta"

 

 

     

Á noite no café com os amigos

Falava-se de mulheres e motores

Dizia-se que são amores e dores

Mas ele!!!! ele chorava e falava de ti

Iamos ás festas de aldeia dançar e "engatar"

Tentava-se ter sempre as mais bonitas

Mas ele!!!! fivaca a admirar as estrelas

Suspirava e falava de ti...

 

    

Com as cartas era um grande campeão

Dizia-se que era o Ás do bairro

Mas um dia perdeu um ponto á sueca

Por estar sempre a falar de ti

 

     

E por fim matou-se

Talvez por causa da grande confusão mental

Foi uma pena porque era especial

Tal como falava de ti

 

      

Agora dizem que....

Era um poeta e sabia falar de amor

Mas que importa se jà morreu!!!

E jà nâo pode falar de ti

 

 

    

Mané


publicado por Frágil às 11:52
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Simplesmente...eu* a 22 de Outubro de 2007 às 12:59
Letras delineadas
Por estas linhas transcritas
Folha de papel afagada
Por palavras bem sentidas

No delinear das palavras
Construindo cada verso
Continua o poeta a sonhar
Como será o universo

Entre um café
E um cigarro
Espera mais inspiração
E eis que surge a ideia
De escrever com o coração
Abrindo suas artérias
O coração transbordou
Trazendo assim ao poeta
A inspiração que faltou

Que essa tua inspiração continue e deixar sonhar o teu coração e o de quem te lê.

Simplesmente...um beijo carinhoso no maravilhoso Poeta que és...


De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 22 de Outubro de 2007 às 17:20
*-:¦:-**-:¦:-**-:¦:-**-:¦:-**-:¦:-**-:¦:-**-:¦:-*
Pouca coisa é necessária para alegrar nosso dia,
basta ter amor no coração e amigos como...TU...!!!
*-:¦:-**-:¦:-**-:¦:-**-:¦:-**-:¦:-**-:¦:-**-:¦:-*
OPTIMA SEMANINHA!!
BEIJINHO DOCE...


De Lazy Cat a 23 de Outubro de 2007 às 01:58
que importa, realmente....
importaria poder ter falado contigo
em vez de sempre e só
falar de ti...

Beijo de gata!


De Ana a 23 de Outubro de 2007 às 20:05
Se não era amor o que era?


De KI a 24 de Outubro de 2007 às 22:10
Adoro esta música e tinha q o dizer embora as pessoas nunca falem da música que se escolhe ( ou raramente) acho q algumas ficam memso a matar com os posts.

Gostei desta tua estória contada da forma como tu gostas de contar; isto smepre q nos tornamos obsessivos por algo ou alguém dá mau resultado, mas penso que ele falava tanto 'de ti' porque ela não deixava nada mais invadir-lhe os pensamentos, e sendo assim talvez devagarinho tivesse perdido as possibilidades de descobrir que esse mundo lá fora é maravilhoso e quem nos perde é sempre porque quer e de escolher todos temos direito.

Escolho um café topas?

Beijos fugitivo.


Comentar post

Visitors


Counter From POQbum .com
website stats

Links

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007


Get Your Own Player!