Sábado, 1 de Setembro de 2007

O arquivo da minha consciência….

.

.

„O arquivo da minha consciência…. “

 

 

 

Um pensamento abre-me o caminho

Na minha mente embaciada

Não se pode deixar para amanhã

Estou quase a chegar….espera-me

Daqui por um minuto estou lá

 

No arquivo da minha consciência….

Mil papeis, datas , nomes…

Sentenças ultrapassadas

Todas ainda por rever !!!

Tudo amarelo do mofo

Perfume de remorsos

Teias de coisas boas

Ocasiões perdidas

Mil amores consumidos

Fechados á chave numa gaveta

 

No arquivo da minha consciência….

Há também um veleiro cheio de pó

Que quando era pequeno eu chamava „ esperança“

Há uma fotografia onde estou a sorrir

Um pardal fez o ninho com ela

Quase que nem me reconheço!!!

Depois encontro-me entre os dedos

Numa página descolorida

E uma Primavera antiga

 

No arquivo da minha consciência….

De repente fica tudo escuro

Agora sei….

Não me reconheço não!!!

Perdi-me quiçá onde

Nos sorrisos de cartão

Num carrinho de choc

Num Deus feito de trapos

Não é um sonho e tenho medo

Procuro uma maneira de sair

Finalmente estou fora

.

Do arquivo da minha consciência….

 

 

 

Mané

 

 

 


publicado por Frágil às 00:40
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Simplesmente...eu* a 1 de Setembro de 2007 às 01:25
Amigo, boa noite.
Há sempre espaço entre um estímulo e uma resposta. Então deixa que esse espaço seja preenchido construtivamente. Não deixes que as ações sejam como um blumerangue de desapontamentos. Os princípios básicos da vida são eternos, eles nunca mudam. Princípios como respeito, gentileza, honestidade, integridade, compaixão, empatia. Por trás desses princípios existe o mestre, a consciência. Consciência é a calma, pequena e silenciosa voz interior. Ela ensina que os fins e os meios são inseparáveis .
A esperança é a última a morrer...
Simplesmente...um beijo carinhoso '' no arquivo da tua consciência ''


De KI a 1 de Setembro de 2007 às 13:29
N é difícil ser mau , difícil é escolher ser bom. Todos temos arquivos mas se nos demos por inteiro e se tratámos bem esses arquivos como únicos, a consciência só poderá pesar por n ter conseguido ser recíproca.

Frágil cansaço.


Comentar post

Visitors


Counter From POQbum .com
website stats

Links

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007


Get Your Own Player!