Sexta-feira, 11 de Abril de 2008

Sem Mascara...

.

.

"Sem Mascara"

.

.

Nada de pinturas nem mascaras esta noite

Nada de cores vivas e imagens especiais

Quero que a olhar-te nos olhos

Seja eu com a minha cára verdadeira

Para que tu acredites que este homem..

É um homem e não a tua besta rára

 

Vestido de Pierrot ri e chorei por ti e para ti

Ia até partindo o mundo para defender-te

E quantas vezes pedia a Deus...que nunca me ouviu

 

Nada de mascaras esta noite....

Não é o dinheiro que compra os sentimentos

Quem faz milagres está lá em cima....no céu

E eu não sou o Cristo que tu queres ver em mim

 

Não era nada eu sem ti....outros tempos!!!!!

Nunca soube parar o tempo...não é coisa minha pahhhh

O teu destino já não é o meu destino

Nada do que fiz foi suficiente para ti

 

Por isso....

Nunca nenhuma mascara servirá para mudar nada

 

Nem sequer estas palavras....que o tempo não apagará

 

 

 

Mané

.

.

 

Som: Nek-Almeno sta volta

publicado por Frágil às 23:20
link do post | comentar | favorito
18 comentários:
De Blue Eyes a 11 de Abril de 2008 às 23:31
Sempre sem máscaras!
Sempre verdadeiro!
Sinceridade e honestidade!
Basta isto, apenas isto, para fazer um homem feliz!

Abeaçuuuuu


De Blue Eyes a 11 de Abril de 2008 às 23:49
Aquele trabalho é todo teu?
Sim senhor?
Tenho que explorar com mais tempo!

Agora vou de fim de semana!

Deixo-te um abração!


De Frágil a 11 de Abril de 2008 às 23:53
É nada trabalho meu compadriiiiii, é um jornalista que gostou do meu blog, apenas isso.

Bom fim de semana, Abração


De poetaporkedeusker a 12 de Abril de 2008 às 00:11
Ó Frááágil! Não percebo nada! Qual jornalista? Eu sou só poetaporkedeuskeriiii, na percebo nada de informática! Tu dizes que tiras a máscara mas na foto ainda estás com ela!
Ajuda lá a minha costelazinha alentejana, pah....


De Frágil a 12 de Abril de 2008 às 00:14
Não é nada de especial...é apenas um destaquezito.

Clicka no link "Coisas" e lá está o destaque.


Bêjuuuuuuuu


De Café com Natas a 12 de Abril de 2008 às 00:25
Uffa!!!

Pensei que ias fazer um strip tease de poesia... pahhhh
Quase que me dava uma coisa mali... lol
Máscaras? Será este bem o termo que tu queres utilizar?
Defesas... talvez sim, talvez não, mas olha o post tambénhi é teu logo, tu é que sabis!
Mas o Nek diz-me que tu estás algo enervado e apetece-me dizer Laura non che...

Bêujuu Frágil





De Frágil a 12 de Abril de 2008 às 00:40
Streep tease de poesia? IoIoIoIoI

Tem nada a ver com isso, sao coisas minhas, apeteceu-me desabafariiiii, só isso...

O Nek reencontrou a laura......Laura Pausini, teem até algo em dueto IoI, parece anedota IoI laura non c`e......

bem, imagino que com o dueta ...Laura c`e.....lauraaaaaa c`e.


Bêjuuuuuuuuu


PS: tens razão, o termo certo seria "Defesas" entendes-te a mensagem.


De Dal labirinto della nostalgia a 12 de Abril de 2008 às 01:04
"Mi dispiace devo andare via, ma sapevo che era una bugia
Quanto tempo perso dietro a lui,
Che promette poi non cambia mai

Strani amori mettono nei guai, ma in realtà siamo noi.
E lo aspetti ad un telefono, litigando che sia libero
Con il cuore nello stomaco, un gomitolo nell'angolo
Lí da solo, dentro un brivido, ma perché lui non c'è, e sono

Strani amori che fanno crescere e sorridere tra le lacrime
Quante pagine lì da scrivere, sogni e lividi da dividere.
Sono amori che spesso a quest'età
Si confondono dentro quest'anima
Che s'interroga senza decidere, se è un amore che fa per noi

E quante notti perse a piangere, rileggendo quelle lettere
Che non riesci più a buttare via, dal labirinto della nostalgia
Grandi amori che finiscono, ma perché restano, nel cuore

Strani amori che vanno e vengono,
Nei pensieri che li nascondono,
Storie vere che ci appartengono, ma si lasciano come noi

Strani amori fragili, prigioneri liberi,
Strani amori mettono nei guai ma in realtà siamo noi
Strani amori fragili, prigioneri liberi,
Strani amori che non sano vivere e si pergono dentro noi

Mi dispiace devo andare via, questa volta l'ho promesso a me
perché ho voglia di un amore vero, senza te"


Linda não é? transmite o q eu sinto per lui. Máscaras todos nós usamos porque são defesa, retiramo-las por entrega.


De Frágil a 13 de Abril de 2008 às 21:04
É uma grande canção, com um texto cheio de sentimento, que pode tocar qq pessoa que tenha vivido uma historia mais ou menos igual...

Obg pela visita


De Ana a 12 de Abril de 2008 às 16:40
Todos deviam tirar a máscara que usam muito melhor andava este mundo de certeza. Sem máscaras com dignidade a dar a cara ao bom e ao mal que se faz. Gostei e vejo que te estás a internacionalizar já existe comentário em italiano e tu, sim senhor Senhor Chaparrito, parabéns.

A/Mo-te por tudo e por nada


De Frágil a 13 de Abril de 2008 às 21:06
Deve-se sempre tirar a mascara, mas ás vezes há situaçoes em que é inevitavel....

Há momentos e situaçoes que se se tirar a mascara estraga-se td, principalmente qdo há outras vidas a depender de nós.


A/Mo-te por td e por nada


PS: obg pelos parabens aqui ao chaparrito ioioioi


De Vera a 12 de Abril de 2008 às 21:25
Frágil peço desculpas no texto que postei. Não é para você. Senti na alma, pois alguém a usa para comigo.
Assim, resolvi escrever isto:

"Tire a Máscara"

Nada de máscaras esta noite?
E esta que aí está?Tire a máscara!
Com ela não se vê quem está atrás.
Não importa as cores.

Máscara é sempre máscara!
Ela pode ser... Mentira, esconderijo ou defesa.
Ou a verdade que não quer falar?
Tire a máscara e seja verdadeiro!

Como acreditar em quem esconde a cára?
Acreditar que desta máscara faz teu esconderijo?
A máscara aí está! Tire a máscara e seja sincero!

Vestiu de pierrô...
P'ra esconder seu sentimento?Partiu p'ro mundo para defender-me ou defender-se?
Sua máscara é sua defesa! e aí ela está!

Deus não só te ouviu... Como te carregou...
Quando sua ira em seu coração brotou.
Se acreditas que lá em cima tem quem faz milagres.

Não duvides que ele não te ouviu.
Você não é o Cristo que quero ver
Mas pode fazer o que ele ensinou.

"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" (João 8:32).
"Quem crê em mim também fará obras que eu faço e as fará maiores do que esta" (João 14:12).

Não quero comprar teus sentimentos.
Quero apenas que...
Tire a máscara!

Não quis mudar o seu destino
Pois cada um tem o seu.
Por isso chama destino.
E foi este que Deus me deu.

Por isso...

Tire a máscara! Ela não servirá para nada mudar.
Nem tampouco suas palavras...
Que atrás da máscara está.


Portanto...

Tire a máscara!
A verdade vos libertará.
E sempre prevalecerá.

Vera- Londrina-Pr/Brasil
















De Frágil a 13 de Abril de 2008 às 21:08
Vera, tou com pouco tempo para lhe responder em condiçoes, voltarei assim que poder para o fazer.
De qq maneira quero que saiba que o que aqui escreveu é uma obra prima.


Obg pela visita e pelo coment, volte sempre...


Bêjuuuuuuuu


De Frágil a 14 de Abril de 2008 às 04:56
Ora viva Vera....

Agora com um pouco mais de tempo IoI.
Acho que a Senhora tem razão em tudo o que aqui escreveu, é sem mascara que conseguimos ser nós mesmos, mas sabe? nunca ninguem neste mundo andará completamente sem ela, por uma razão ou por outra uma mascara serve-nos muito bem, ás vezes para defesa propria, desefa ao mal que nos fazem hoje em dia, ou então para defender outros seres humanos que dependem de nós, há casos e casos né?.

De qq maneira as mascaras vão sempre sempre acabar mais tarde ou mais cedo por cair e ...muitas vezes caiem para bem e fica tudo bem, outras vezes ficamos arrependidos porque se não tivessemos tirado a mascara.....isto ou aquilo não acontecia.

Estou por exemplo a lembrar-me de um filme...como exemplo ( podia ser outro mas digamos este que me estou a lembrar ) "La vita é bela" de Roberto Benigni....é só um pequeno exemplo, a personagem usou mascara para proteger o filho, é apenas um exemplo, não sei me estou a fazer entender, acho que sim.

Este meu post refere-se completamente a outra coisa, se fosse agora até nem o tinha escrito ou então iria sair de outra maneira, isto que escrevi foi "um momento" passageiro, um momento de mágoa que pouco depois passou e ao ler-me agora, acho que muitas das coisas que escrevi não fazem algum sentido, foi a sague frio, entende? acho que sim IoI.

Vejo que a Senhora se está a tornar minha fã IoI, imagino que tenha rabiscado os postes todos IoIoIoI, digo-o por ter visto um comentario seu no site do Manuel Araujo, falava algo sobre o post "Ao Amor"....
Bem...fico muito muito feliz por ter mais uma admiradora e....tb muito agradecido.

Felicidades para si e volte sempre.



Bèjuuuuuuuu


De Frágil a 14 de Abril de 2008 às 05:24
Voltando...

Não sei se fui eu que me expliquei mal, ou a Senhora que não me entendeu, ou ( e se assim for heis aqui um bom exemplo ), o nosso português com os seus truques e com um oceano pelo meio IoIoIoIoI.

Eu escrevi:

"Ia até partindo o mundo para defender-te"
( refiro-me a partir, quebrar o mundo )

A Vera escreveu:

"Partiu p'ro mundo para defender-me ou defender-se?"
( aqui é claro que se refere ao partir, ir...para o mundo ).

Estou a rir-me, explico porquê......

No Brazil e em Portugal, dizem-se palavras iguaizinhas que têm um significado muito diferente ( aqui acho que não foi o caso, acho que foi mesmo um mal entendido da minha ou da sua parte ), estou a lembrar-me de uma situação vivida em casa de um amigo meu.....estavamos a jogar ás cartas na cozinha, cozinha que fica mesmo ao lado do quarto do filho desse meu amigo, filho que nesse preciso momento estava no quarto com a namorada.
A jogar ás cartas eramos 3 portugueses e um brasileiro, do quarto ouviu-se um barulho num momento em que reinava o silencio da nossa concentração com as cartas, logicamente o barulho ouviu-se bem e fez-se notar....ao que o brasileiro perguntou: o que é isto?
O meu amigo respondeu: ahhh é a rapariga IoIoIoIoI.

O que acha a Senhora que o brasileiro entendeu?




Bêjuuuuuuu


De Vera a 14 de Abril de 2008 às 06:05
Olá!
Por favor não me chame de "senhora". ela está lá no céu. Rs.
Sei que muitas palavras aqui no Brasil tem outro significado, até porque sempre ando por caminhos virtuais portugueses. Principalmente no blog do Araujo.
Quando conheci seu blog através da publicação dele fiquei encantada. Passei por todos seus poemas e por isso fui dormir as 05:30 da manhã de domingo. É que tudo que escreves tem a ver com minha atual situação...
Mas não foi uma inperpretação errônea. Eu exatamente estava vendo naquele pierrô, naquela máscara, a pessoa que penso e sei que não Você.
Com o poema "Ao Amor" foi o mesmo. Quando li, senti uma necessidade imensa de escrever o que estava sentindo. Mas... Pensando no Emmanuel que, seduziu e sumiu! E é português.
Como não tenho nenhum blog, coloquei no seu post.
Sei que deveria responder-te diferente.
Espero não tê-lo magoado. Perdoe-me.

Obs. Quanto ao seu exemplo... Penso que "rapariga" tem o significado de "moça", "menina", "adolescente".



De Sunshine a 15 de Abril de 2008 às 22:04
Ai Mané ...
Hoje, com algum tempo livre, vim ler todos os teus post´s e não é que me revejo em quase todos eles...

Máscaras ... há já algum tempo que uso a minha quase em permanência, apenas no recato da minha casa me permito retira-la ... enfim ... um dia canso-me e deito-a fora e seja o o Deus quiser, porque:

" ...Nunca nenhuma mascara servirá para mudar nada

Nem sequer estas palavras....que o tempo não apagará ..."

Uso a tua palavras, nelas está a verdade.

Bjuuusss e um Xi-Coração enorme... ;)




De Frágil a 16 de Abril de 2008 às 05:39
As mascaras são-nos muito uteis, muito pelas circunstancias da vida, por situações que nos levam a faze-lo.
Ás vezes habituamo-nos tanto ás mascaras que parec que as sentimos como uma parte do nosso corpo e tira-las iria mudar muita coisa, poderia até atingir a vida de outras pessoas que não têm culpa das nossas mascaras, por essas e por outras não o fazemos, mas.......o melhor seria andar sempre sem mascara e doesse lá a quem doesse.


Bêjuuuuuuuuuuuuuuu


Comentar post

Visitors


Counter From POQbum .com
website stats

favoritos

*Laura c`è*

*Chamem a Policia*

*QUEEN*

*Vigaro cá Vigaro lá*

*Perfume Patchouly*

*Grease*

*Just an Illusion*

*Help*

Um anjo da guarda em carn...

Amar é....

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007


Get Your Own Player!