Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

Leva-me a Dançar...

Ppl...

 

Este texto tem um significado especial para mim....não me perguntem o porquê....

 

A quem este texto foi e é dedicado, entenderá....

.

 

                                   

.

.

                                             "Leva-me a dançar"

 

 

 

Não acredites nos poemas que falam de amor, os amores são todos iguais, algumas lagrimas na hora da despedida rolam-nos no rosto e mais tarde ou mais cedo secam.

 

Os poemas movem-se sozinhos, ás vezes entram-nos na cabeça mesmo quando não queremos, até mesmo os mais feios, os que são para esqueçer, mais tarde ou mais cedo encontramo-nos a relembra-los.

 

Leva-me a dançar...

Uma dança mexida que dê para nos soltar, solta os cabelos e deixa-os voar, deixa-os girar á nossa volta, és tão bonita que quase nem consigo continuar a escrever este poema e a dançar.

 

Não acredites nos poemas que gritam o amor, porque no fundo ninguem consegue explicar o que ele é, tentam meter o amor nos poemas, tentam fazer voar as palavras levemente com rimas muito façeis para serem sinceras.

 

Não acredites nos poemas que falam de amor, porque podes correr o risco de nunca conseguires sair de um amor que não passa de um jogo de palavras que nos comovem e nos fazem como que ouvir violinos, violinos que depois na vida não soam.

 

Alias...leva-me a dançar ao som de violinos verdadeiros....

Em frente aos teus olhos severos, verdadeiros e doces, tão doces que até o tempo irá parar á tua espera.

Deixa-me sentir-te feliz, não acredites nos poemas e...

 

Leva-me a dançar

 

 

 

Mané

.

.

 

Som: Zucchero-Baila

publicado por Frágil às 22:03
link do post | comentar | favorito
17 comentários:
De Café com Natas a 10 de Abril de 2008 às 22:25
Está bem, danças depois,
Agora anda é cantar!!!
Ai que já num posso mais...
Anda Frágil, anda tomar um café comigo que eu dou-te um chiclate! ahahahahha


De Frágil a 10 de Abril de 2008 às 22:30
Caféiiiii tá beimmmmm, mas chicolatiii só se me pagares as contas do dentista.

Tumba


De Blue Eyes a 10 de Abril de 2008 às 23:24
É mesmo assim, cumpadri!
Menos palavra e mais acção!

Abraçuuuu


De Frágil a 11 de Abril de 2008 às 07:48
E mai nada compadriiiiii.

Abraçuuuuuuuuu


De Anónimo a 11 de Abril de 2008 às 06:15
Este texto "leva-me a dançar" é muito bonito. Esta pessoa poderia ser eu ou uma outra pessoa.
Seria pretensiosa dizer que seria eu
Mas...
Serviu-me!

Jinhos.


De Frágil a 11 de Abril de 2008 às 07:45
Bem vinda Senhora Anónima, deduzo que seja Senhora pelo ( pretensiosa, no feminino ).

Decididamente a pessoa a quem dediquei este texto não é a Senhora mas.........fico feliz por lhe ter servido, um dia farei um texto para as pessoas anónimas que se revem nos meus textos, agradeço esta sua visita de 2 horas 11 minutos e 13 segundos e as 26 vezes que só hoje visitou o meu blog, com o post anterior, ou seja "Fabula" e convido-a a voltar sempre que queira.

Todas as pessoas são e sempre serão bem vindas a este modesto blog, de qq parte do mundo, até mesmo como a Senhora....do Brazil, mais concretamente do Parana/Londrina.

Notei que a Senhora não encontrou o meu blog por acaso, como a maior parte dos visitantes do Brazil que entram pelo google, a Senhora entrou no meu blog directamente, o que me leva a pensar que já conhece o meu blog há mais tempo e que gosta de me ler, fico feliz e muito agradeçido por isso, mas fico triste ( mas respeito toda a gente que o faça, respeito e entendo ), que me comentem anónimamente, mas se essa é a escolha das pessoas!!! quem sou eu para não aceitar.

Mais uma vez obrigado pela sua visita, pelas palavras deixadas ( o que a torna diferente do resto dos visitantes do Brazil, que passam e não comentam ).

Deixo o meu Saludo em lingua alentejana IoIoI como faço com todas as visitantes do sexo feminino.....


Bêjuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu


De Café com Natas a 11 de Abril de 2008 às 23:25
Epá...bela valsa esta!
Frágil, dói-me um dente (muito muito muito) achas que foi das natas ou do chiclate?
Bêjuuu


De Leva-me a dançar a 11 de Abril de 2008 às 10:30
Acredito na dança das palavras com que nos levas a dançar sempre que escreves. Os meus olhos são difíceis de entender como um Tango. É a sensação que comanda um ritmo, é assim que se dança: com entrega e livre.

Um beijo.


De M. a 11 de Abril de 2008 às 11:03
Este post é o post dos comentarios anónimos, para alem destes dois comentarios anónimos ainda tenho mais 1 que não sei se vou aprovar ou não.

Mas este comentario assim tanto anónimo não é, para ter a certeza fui controlar o IP e não me enganei e assim como num outro comentario tb respondi sem o link, assim faço neste tb, é pena, mas eu tb sou teimoso que nem uma porta, sou alentejano e isso diz tudo IoI.

Respondo sem o link pk a pessoa que comentou tb o fez e olha, continuemos assim, não entendi bem a graça que isto tenha mas pronto, respeita-se e tenta-se enteder apesar de não concordar com a idea.

A dança das palavras é unica, sublime, até pk é a falar que a gente se entende, dito isto!!!

Dança-se com palavras escritas ou ditas, as palavras às vezes fazem-nos entrar no olhar das pessoas mesmo sem nunca as termos visto pessoalmente, faz com que consigamos ler a alma da pessoa atravez do olhar e visto que nunca se viu a pessoa.....são as palavras que fazem a passagem olhos/alma e nos deixam ver o interior dessa pessoa.


Obg pela visita


Um beijo


De efeneto a 11 de Abril de 2008 às 13:48
Sento-me nesta cadeira
No meio da sala
No meio do nada

Penso nos passos que dou contra o tempo
Os olhos que baixo por causa do vento

Vento que me toma os sonhos cálidos e os pinta de vermelho
Sangram lágrimas sem choro
Sem voz
Murmuram segredos

Desenham-se-me no rosto esses esboços do silêncio
Esses que apago e esborrato
E de novo se pintam em telas contra a minha vontade

Rasgo as folhas de papel em branco
Queimo os lápis de madeira que insinuam escravinhices

Dos meus não ditos não há-de falar
Deixem-me sentir, aqui, a dor vermelha de não saber amar
Essa condição de ignorante eterno
Para sempre um boémio nos lençóis alheios...
Frios, gélidos...
Sem sabor nem cheiro...
Ausentes na minha vontade...
Amargos

Aquecem apenas esta minha pele que arrefece

Pensar que um dia me podia aquecer no leito dessas desconhecidas sem rosto...


Que distraído sou...
Pois estava-me a esquecer de desejar
Um fim-de-semana com muita amizade dentro


De Frágil a 13 de Abril de 2008 às 21:10
Hey lááá... ganada poema compadriiiii, vocemessei desja sempre assim um bom fim de semana ao Ppl.?

Bom fim de semana pa si tb....alias....o resto de um bom domingo


Abraçuuuuuu


De Ana a 12 de Abril de 2008 às 16:37
Façam as pazes de uma vez por todas, porra, falando em bom alentejano.
Adorei este teu "desabafo" está lindo. Sei que não é para mim, mas posso-te pedir uma coisa? Leva-me a dançar.
A/Mo-te por tudo e por nada


De Frágil a 13 de Abril de 2008 às 21:12
Hummmmmmm.......nao é pa ti, mas levo-te a dançar a ti tb, claro que sim!!!!!



A/Mo-te por td e por nada


De Velucia a 14 de Abril de 2008 às 22:36
Não entendi sobre a senhora anônima quando no mesmo texto agradece a pessoa de Londrina-Pr/Brasil.
Foi uma mistura de resposta pra duas pessoas.
Veja que nunca me apresentei como anônima e devo dizer-lhe que pseudônimo sim. Até porque nos colocamos em risco quando nos apresentamos realmente como somos.
Até por este motivo... Fiz um blog com os posts que aqui deixei pra Você.
As vezes quando visitamos algum blog, como eu visitei seu amigos e nem por isso deixei comentário.
Mas ainda farei porque fiquei encantada com muitos textos que aqui pude ler.
Você está de parabéns.
O teu blog conheci essa semana através de "coisas" do www.manuelaraujo.com
Ele sabe como cheguei lá no blog dele. Se quiser... poderá perguntar e ele lhe dirá.
Também lá no blog do Manél como Você diz, poderá encontrar sobre um concurso que participei e tive oportunidade de ganhar um CD de Poesias e Fado do portugues "Euclides Cavaco" (www.ecosdapoesia.com).
Ah! também poderá solicitar ao Manél a revista onde ele publicou um texto meu, aliás o primeiro e foi assim que conheci o Poeta Euclides.
Também lá tem meu verdadeiro nome.
A história é longaaaaaa...
Mas é verdadeira.
Nunca uso máscara!
Não se ofenda.

Jinhos.



De Frágil a 16 de Abril de 2008 às 05:44
Não fiquei de maneira nenhuma ofendido, alias, é sempre um bem qdo alguem nos visita e nos comenta, logicamente que qdo há alguem novo no blog e assina como anonimo se fica curioso e eu tenho uma coisinha aqui montada no blog que vejo quem entra e quem sai, vejo por onde entram e por onde saiem e vejo o tempo da visita, qtas vezes entrou no blog e de onde comentou, mas é só curiosidade claro.


Bêjuuuuuuuuu


De Sunshine a 15 de Abril de 2008 às 21:54
Mané ....

A onda de tristeza ainda por cá anda .... vai-se diluindo e ao ouvir essa música só me apetece dizer:

"Leva-me a dançar"

Eheheheh ... e eu que adoro música latina ....
Bora lá uma voltinha na pista ..

O Texto poema é um must ... tudo o que se diz sobre o amor, o que os jogos de palavras mostram e escondem ...

Dançar olhos nos olhos ... som de violinos .... sons divinos ...

Mané !!! Adorei ;)


De Frágil a 16 de Abril de 2008 às 05:41
Fica prometido IoI, assim que poder levo toda a gente a dançar, olha...dá lá uma voltinha para ver como te moves IoIoIoIoI.


Bêjuuuuuuu


Comentar post

Visitors


Counter From POQbum .com
website stats

favoritos

*Laura c`è*

*Chamem a Policia*

*QUEEN*

*Vigaro cá Vigaro lá*

*Perfume Patchouly*

*Grease*

*Just an Illusion*

*Help*

Um anjo da guarda em carn...

Amar é....

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007


Get Your Own Player!