Terça-feira, 4 de Março de 2008

A cor das estrelas...por: Lazy Cat...

.

.

Têm todas as nuances de tudo o que há em ti,

Têm sabor a mel e fogo e cheiro a jasmim

Têm halos incandescentes do teu toque sereno

Têm faíscas nos dedos, como um amante terreno.

 

São frágeis como os sonhos construídos assim

Em noites de lua cheio e de vermelho carmim

São feitas de partes e todos, de restos apenas

São azuis, são eléctricas, são calmas e serenas.

 

Emitem sons que me atraem, de negro agasalhadas

São mutantes e pequenas, estilhaços da minha alma

De lágrimas, cinzentas, em brancas alvoradas

São certezas incertas, entre negrume e verde calma

 

São castanhas como a lama na roupa, das poças salpicada

Douradas como um sorriso, que tudo faz do nada

Amarelas sorridentes, em brincadeiras arrojadas

São laranjas sumarentas, no céu da vida penduradas

 

São degrades de sorrisos, que se escondem na madrugada

São litanias, são feitiços, de todas as cores misturadas,

São a tua voz e o teu cheiro, e todas as juras quebradas

Em raios de luz violeta, em risos de luz prateada

 

São as cores de ter tido,

São as cores de seres meu,

São todas as cores do meu mundo,

Reflectidas por ti no meu céu.

.

.

Lazy cat

.

.

 

Som: Andrea Bocceli-Belissime Stelle

publicado por Frágil às 13:24
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De poetaporkedeusker a 5 de Março de 2008 às 12:47
Lindo, o poema da Lazy Cat.
O que eu te queria dizer é que estava a ficar assustada, não fosse tu também ter embarcado na epidemia de desistências que anda a assolar a blogosfera...
Ontem à noite vim cá várias vezes e nunca consegui deixar um único comentário! Das duas uma: ou o meu PC "pifou" de vez... ou o sapo não anda bom da cabeça!
Ainda bem que agora te vejo!
Estou a responder aqui porque hoje só consegui responder a um mail. A partir daí as mensagens "evaporaram-se"!
Bêju e obrigada!


De Y.K.W. a 5 de Março de 2008 às 13:35
Miados e arranhadelas
espreitando segredos pelas janelas
deita-se querendo sonhar
e acorda querendo saborear
Fala de estrelas e de lua
tem alma de poeta sem rua
prefere o mundo para passear
sorri sempre que a querem abraçar

Um texto ao sabor da pessoa que é a Lazy Cat com as cores precisas divididas em momentos espraiados nos horizontes que todos temos para viver.

Excelente? Mas não é sempre? Excelente sim indeed.





De Frágil a 6 de Março de 2008 às 19:46
Hello Cat.....Lazy cat....que sabor a estrelas me deixas-te nos olhos e na alma.

Realmente as tuas estrelas Têm todas as nuances de tudo o que há em ti,

Têm sabor a mel e fogo e cheiro a jasmim.

cada vez mais gosto da ideia do convite, estou até a sentir falta de algo.....isto é, já só faltam tão poucos postes para terminar este ciclo da cor das estrelas.
A ideia de ter as estrelas no meu blog foi uma ideia que nem parece de alentejano, qdo digo ter as estrelas no meu blog, digo que estrelas são vcs, as convidadas, ninguem melhor que as mulheres poderiam falar da cor das estrelas, as estrelas são vcs, vcs no meu blog.

Tu és uma estrela...assim como são tdas as outras convidadas, ter-te aqui a escrever no meu blog é uma honra enorme, sempre admirei como escreves, ás vezes sou um tantinho ausente em termos de comentarios, mas leio-te e sabia que ias descrever a cor das estrelas com uma doçura especial, como só tu sabes e como sempre alias escreves.

Obg pela participação e parabens, o poema na minha modesta maneira de ver....é de encantar.


Bêjuuuuuuuu



De Lazy Cat a 8 de Março de 2008 às 17:49
Alentejano Ausente....

Passa pelo meu blog mas lê o que lá pergunto. E responde!!!!!!

Obrigada!


De Oliver Pickwick a 9 de Março de 2008 às 03:00
A Lazy Cat reinventou as estrelas, associando-as às cores da diversidade dos sentimentos. Nem Newton, Foucault ou Einstein fariam melhor.
Beijos!


Comentar post

Visitors


Counter From POQbum .com
website stats

Links

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007


Get Your Own Player!