Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008

A cor das estrelas...por: Simplesmente...Eu*

.

.

 

A cor das estrelas!!!

 

 

Voar… sim, é possível voar, ultrapassar os nossos limites e abraçar as estrelas enquanto todo o resto passaria a ser um cenário belo e longínquo, inevitavelmente observado por mim. E olho as estrelas, companheiras e arquitectas da noite, de todas as cores as encontro como um arco – iris, entre um sorriso e uma aparente timidez pela grandiosidade deste céu cintilante que abraço.

.

O VERMELHO é a cor do amor, do romance e da paixão,
das rosas maravilhosas e do sangue que leva a vida.

.

O LARANJA é a cor da abundância, das frutas e
da colheita do outono com o pôr-do-sol glorioso.

.

O AMARELO é a cor da felicidade, do sol
e das flores brilhantes.

.

O VERDE é a cor da natureza, das árvores,
dos campos e dos bosques.
Assim como da Esperança.

.

O AZUL é a cor da vida, do céu claro, do ar que respiramos,
e da água que cobre a terra.

.

O ÍNDIGO é a cor da noite... e dos sonhos.

.

O VIOLETA é a cor da paz, do mar profundo
e dos raios do amanhecer.

.

Sinto-me pequena nesta imensidão que me cativa e admira, que me emociona e eclipsa a alma. Alma esta que não é imensa mas, contudo, não é menos abrangente que o céu que me faz escrever. É nestes momentos que se descobre também a formidável magia de se Ser.
Continuando pela viagem, abraçada às estrelas, percorro o mundo.. mesmo aquele que não conheço mas que posso imaginar e sentir. Mais uma noite de viagem… mais um novo dia em que sinto que aprendi mais alguma coisa, que me consegui mimar mais um pouco e com o carinho das estrelas, acrescentar mais beleza e unicidade ao coração.

A vida é um mar de estrelas maravilhoso...
e lembra-te que se tu desejas, sempre verás estas cores...

Não esqueças... Não há maior ‘’arco-íris’’ em nossas vidas
que aquele que vem aos nossos corações.

Desfruta do teu amor e compartilha com os outros,
Assim terás um mar de estrelas ‘’arco-íris’’ em teu coração.

 

Simplesmente…eu*

 

 

Som: Zucchero-Blu

publicado por Frágil às 13:46
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008

A cor das estrelas...por: Lina...

Starrynight... de Van Gogh

.

.

Olha-me nos olhos enquanto me dizes até nunca mais, não percas tempo a manobrar as palavras porque elas não ganham outro significado. Eram galáxias os caminhos que construi para ti, por ti e até ti. Não sei se me cansei, sempre me retirei antes de ver os créditos do final do filme, nunca gostei de despedidas, acho-as ridículas, fico meio sem jeito a procurar algo acertado e só me saem palavras banais. Adeus, adeus, até já, ah claro que nos voltamos a ver, não vês que seguro a vida nas mãos? Era de noite, ouvia os carris a zunirem com a chegada do comboio, soltavam faíscas que pareciam estrelas, algo explodiu dentro de mim, corri mas olhei para trás, pela primeira vez olhei para trás, a porta fechou-se, o comboio partiu esquecido do meu atraso.

Se um dia eu fosse estrela tu serias o meu Universo.

 

    

Adeus, sorri ao ontem, as estrelas têm cor de mais querer e eu nunca gostei de intervalos.

 

 

Lina

 

   

 

 

Som: Reamonn-Supergirl

publicado por Frágil às 13:24
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008

A cor das estrelas...por: desIGUAL...

.

.

"A COR DAS ESTRELAS"

  

O céu era uma ardósia pontuada por mil luzentes cristais. A menina, no rés das traseiras da casa polvilhada de perfumes, dedicava-se a essa noite de céu estrelado. Horizontalmente agasalhada pelo capim do seu jardim apagou a luz dos seus olhos e conversou com a mãe só sua.

  

- Mãe, eu quero essa estrela!

 

Que ausência de palavras se fez. E a menina insistia. Queria aquela estrela, assim como as suas amiguinhas queriam bonecas, peluches e brinquedos assim.

 

- Mas filha, as estrelas não são negociáveis. Elas habitam em nós.

  

- Então mãe eu quero ser hospedeira dessa estrela.

  

- E porque tem de ser esta estrela a eleita da filha de mim?

  

- É a que mais cor tem. A cor mais bonita do espaço.

   

A menina sabia que aquele cristal do céu era a luz da sua mãe. Era a casa da mãe que inventava para conversar naqueles dias que se dava a si ao fresco e precisava palrar com aquele ser que tinha dado a sua vida pela dela. Sabia que ela estava lá e que de lá a protegia. Para a menina a estrela que ela se queria oferecer era a que mais cor tinha pois habitava na sua mãe.

 

  

* *

  

As ESTRELAS pintam-se da COR que cada um quiser. É o coração que acolhe os lápis de cor que dão tinta aqueles cristais valiosos do céu. A alma aponta o céu e intensifica o luzente dos cristais.

 

 

 

  

Lobaaaaaaaaaaa

 

   

Som: Rui Veloso-Não há estrelas

publicado por Frágil às 13:24
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sábado, 23 de Fevereiro de 2008

A cor das estrelas...por: Mnike...

Ora vamos lá á cor das estrelas…

 

CONVITE...

 

Quis fazer um convite e não um desafio, exactamente porque não estou aqui a desafiar ninguem, estou apenas a tentar ( como diz a mnike e mto bem a meu ver ) tentar sonhar.

Devo antes de mais nada dizer que foi uma ideia assim....que nem eu sei explicar, apareçeu assim de um segundo para o outro, falei com algumas amigas e todas acharam interessante e prontificaram-se logo para colaborar ( desde já agradeço ).

Quero tambem dizer que foi uma experiencia lindissima e aprendi muito, o facto de eu ser homem e ler todos os textos escritos por varias mulheres é uma experiencia excepcional, tento explicar o porquê.

Falar das estrelas é algo fascinante, algo mágico, algo diferente, logo ver que sobre o mesmo tema há tantas opiniões diferentes tem-se uma visão mais alargada do que vai na cabeça das pessoas.

Porquê mulheres? (  esta pergunta foi-me feita pela lazy cat).....porque para falar de beleza natural ( estrelas ) ninguem o poderia fazer melhor que as mulheres, elas têm aquele toque, aquele toque e aquele saber acariçiar este tema com uma subtileza muito diferente dos homens, logo se torna tudo mais bonito, mais natural, é como juntar mais natureza á propria natureza, é como embelezar a beleza, neste caso a das estrelas.

 

Aprendi muito porque as visões sobre as estrelas vistas por vocês...foi uma coisa que realemente que me fez sonhar, ( desde já agradecido a todas ).

E acho que não estou com mais palavras, até mesmo porque acho que não estou a conseguir passar a mensagem, o melhor mesmo é ler tudo com muita atenção e constactarem vocês mesmo o que estou a tentar dizer.

 

Quase todos os convites foram aceites, apenas a “Doce Amor” não aceitou devido a problemas de saude, ( as melhoras rapidas para ti ).

A Lobaaaaaaaa ( desigual )..miga, mandaste-me o teu texto num formato que não consegui abrir, será que podes reenviar? Talvez em words?, ou algo que eu consiga abrir, obrigado Lobita.( tens tempo, eu proprio tambem me atrasei com tudo isto e a publicação será como á frente explicarei ) .

        

Tinha pensado juntar todos os vossos trabalhos e fazer um unico post, desculpem se mudei de ideias, acho que tudo junto ia realmente ser um post enorme e se tornaria monotono e cansativo para quem lê, ler tudo junto, por outro lado acho que ia tambem tirar a beleza dos vossos textos, assim pensei que seria mais bonito cada uma ter o seu proprio post, para ser adimrado e comentado mais facilmente.

Deixarei os postes 2-3 dias e volto a pubicar o proximo, publico pela ordem da lista de como foram convidadas, assim sendo, começamos pela Mnike.....

.

 

 

.

.

Cá de cima, deste céu de cetim, voo escondida no bolso do Principezinho que vai cantarolando uma canção que fala de “Amor”.

Não percebo o que ele diz, nem consigo sequer imaginar porque se sente tão feliz no meio do nada, num planeta pequeno, com uma árvore apenas e uns três ou quatro vulcões pequeninos...

Está calor aqui, espero que ele não resolva tirar o casaco agora...

E ele ri-se... Não entendo o porquê deste riso. Afinal está escuro, está noite, está sozinho nesta imensidão de vazio pintada a azul índigo e canta com uma voz tão feliz.

Não posso fazer barulho, tenho medo de o assustar, mas muito devagarinho vou tentar ver o que ele está a ver...

- Podes sair daí do bolso! Deves ter muito calor aí dentro - diz ele, em tom amigavelmente brincalhão, mas sereno e sem ponta de surpresa.

Só podia ser mesmo comigo que falava... Durante toda a madrugada não ouvi som que não o som suave da sua voz que me ajudou a aguentar aquele calor.

-Vem para aqui. Vamos ver um amanhecer!

Eu, envergonhada por me estar a esconder no seu bolso, fui saindo timidamente e ele olhava para mim com um sorriso sincero como que sempre soubera da minha própria existência.

De repente vi-o desaparecer de dentro do seu casaco. Não fugira! Quisera apenas ficar do tamanho do meu tamanho.

- Sabesdisse – Há já muito tempo que não falava com pessoas. Tenho andado ocupado com a minha rosa, que levou uma dentada de uma ovelha, mesmo em cima de um espinho que tinha uma lagarta e anda agora com a mania dos amuos, porque acha que vai ter menos uma borboleta para lhe embelezar as pétalas. De vez em quando também vou olhar o trigo, porque me lembro muitas vezes da raposa. Acho que ela não me enganou quando me falou do trigo... E agora tu -  diz ele com ternura - que entraste sem fazer barulho para dentro do meu bolso. Tu tens estrelas? De que cor são as tuas estrelas?

Fiquei pensativa. Ainda nem tinha conseguido dizer uma única palavra. Mas... estrelas? Teria eu estrelas?

O menino nem me deixou pensar. Deu-me a mão e continuou – Anda, vais conhecer as minhas estrelas! E fomos os dois a voar na direcção do ar que amanhecia ao sabor dos primeiros raios de sol.

- Olha aquela ali. Chama-se Sírius. Não é linda? E aquela pequenina ali é a irmã da Vega. Ambas cintilam com uma luz intensamente azulada, pela sua tenra idade e grande energia. São lindas as minhas estrelinhas!  

Por mais que olhasse eu não via as estrelas sobre as quais ele falava...

- Fecha os teus olhos. De que cor são as tuas estrelas?

Eu fechei os olhos. Eu vi as minhas estrelas... Umas maiores que outras, outras mais cintilantes...outras apenas pontos escuros. Eu realmente conseguia agora ver estrelas, mas não as conseguia descrever. Era tanta a cor! Era tanta a transformação...

- Fecha bem os olhos.continuava Sabes, olha bem para as tuas estrelas vermelhas. Lembraste dos dias em que o teu sol teve frio? As tuas estrelas vermelhas sopraram toda a sua intensidade para te fazer sorrir. Ficaram cansadas, perderam energia e cobriram-se de um vermelho alegre e quente para tu te lembrares do aconchego. Um dia elas tornar-se-ão um espaço escuro no céu. As estrelas também morrem... mas até lá, a luz ainda terá que passar por muitos milhões de anos...

Sei o quanto gostas a tua estrela laranja! Aquela que te faz lembrar o trigo e o dourado do trigo. Essa também é a minha favorita. Daqui a um minuto podemos ir ver os seus raios mais brilhantes ali na Austrália, se tu quiseres!

Eu continuava de olhos bem fechados e começava agora a entender o que ele me queria transmitir.

- Segue as azuis! Deixa que os raios dourados da tua vida abracem as tuas estrelas azuis! Assim terás também estrelas verdes, da cor das árvores e da cor da esperança! - e o som da sua voz silenciou-se.

Abri os olhos como quem acorda de um sonho. E, qual o meu espanto, quando me vi inundada pelos raios de pôr-do-sol mais lindos que alguma vez tivera vislumbrado...

- É lindo, não é?- e esboça um penetrante sorriso inocente com o seu olhar.


 

- Agora vou levar-te de volta à Terra. Tenho que me despachar... a minha rosa já está a espirrar, aquela manhosa!

Despedi-me do Principezinho... deixei-o partir mas não me senti triste, nem o senti só.

Ele cantou novamente aquela melodia para mim e abraçou-me.

Ía já a subir no céu quando me atira um aviãozinho de papel que aterrou directamente nas minhas mãos, deixando na sua trajectória um rasto de pó de brilho de estrela.

Vi que tinha algo escrito e abri-o.

Dizia:

 


 

"AS ESTRELAS NÃO TÊM COR PERMANENTE.
AS ESTRELAS TERÃO A COR QUE A CHAMA DA ALEGRIA DOS TEUS OLHOS PINTAR..
Quando vires uma estrela cair do céu não te assustes.
Fui eu que deixei cair um beijo para ti, porque tu me cativaste!"

Ass.: O Principezinho
"

Mnike

(Obrigada Frágil por me teres convidado a sonhar!)

Som: Reamonn-Supergirl

publicado por Frágil às 06:42
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Puzzle...

.

.

"Puzzle"

 

 

Queria viajar no infinito

E transportar o maximo de dias que existem

Trazer quantos mais poder aqui para cima

Quantos dias ficariam lá em baixo?

Talvez tivesse que inventar instantes

Que a vida não me deu

Mas iria conseguir ter entre os meus dedos

Todos os momentos que sempre desejei

   

Tento escrever um poema que seja Santo

Um poema para quem não tem companhia

Por uma existência inteira

Por amor ou por loucura

Sou um homem que procura o seu poema

Mesmo sabendo que a poesia não é nada

Não tem cheiro e pode ser mentira

Mas sopra no coração das pessoas

Quando tenta levantar voo

   

Talvez queira abater o meu tempo

Os dias que tive que viver

E que em contratempo me roubaram

O tempo de todos os meus eus

Que nunca chegaram ao fim do mundo

Nem ás estrelas que não tenho

Mas sou de certeza alguns segundos de história

Em forma de puzzle de mim

O puzzle de quem nunca venceu nada

  

Talvez consiga chegar ao sol

E continuar a perder-me assim

E nem que me destaque do mundo

Juntava a mim todos os meus eus...

 

Mané

 

.

Som: Westlife-Puzzle of my heart

publicado por Frágil às 11:22
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

Convite...

CONVITE

.

.

Como bom alentejano....a minha teimosia bateu num tema que me é dificil escrever, podia ter escolhido outro tema, mas não, a teimosia continua a bater no mesmo tema e tem mesmo que ser este tema e nem que espernei e dê cambalhotas e piruetas eu pensei em mudar de tema.

 

Mas..... ( e lá vem o Mas ).....

  

É um tema que me deixa sem palavras, é que esta mente alentejana e teimosa tambem tem das suas ( coisas ) claro, para quem me conheçe poderá até pensar: olha este!!!!! escreve sobre tudo e até já escreveu "O homem das estrelas" e agora fica com a mente anuviada e sem palavras para um tema ( que poderá até ser simples ).

Assim....... ( se como esta mente ás vezes tambem pensa hihihihi ), a minha mente pensou em fazer um convite, convite que gostaria imenso que fosse açeite, ora aqui vai......

  

A teimosia diz-me que o tema tem que ser: "A COR DAS ESTRELAS" e gostaria de convidar algumas Blogger`s a escrever um pequeno ou grande texto ( façam como quizerem, ou grande ou pequeno hihihi ) onde o titulo deverá ser: "A COR DAS ESTRELAS".

  

Para não apanhar as pessoas desprevenidas, penso que até sexta feira dia 22/02/2008, será bastante tempo para caso as pessoas açeitem o convite terem o trabalhinho pronto.

Visto eu tambem já ter açeite vários convites e desafios, acho que não estou a pedir um grande quê e sabendo que as pessoas que vou convidar adoram escrever...

Assim convido as seguintes Blogger`s:

   

Mnike30

Lobaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Lina

Simplesmente...Eu*

Estrelademim

Lazy Cat

Garça Real

Sunshine

Doce Amor

 

E os convites não terminaram, depois de ter visitado um blog cheio de poesia, permiti-me de convidar tambem...

 

Poetaporkedeusker

da qual fico á espera de resposta tambem

  

( se todas açeitarem vamos fazer um post do tamanho de um rolo de papel higiénico hihihi ).

  

Bom divertimento para  "A COR DAS ESTRELAS"

 

PS: Os trabalhos podem ser entregues mesmo por comentario, ou caso prefiram, por mail: fragil66@sapo.pt

 

  

 

 

Som: Rui Veloso-Não há estrelas no céu

publicado por Frágil às 09:00
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
Domingo, 17 de Fevereiro de 2008

BlAcK & WhItE...

.

.

“BlAcK & WhiTe”

 

 

 

Nem preto nem branco…

Estou cansado de guerras

Esta noite sonhei.....e foi um sonho mais sincero

Sonhei....este sonho que escrevo

 

No meu acordar désta manhã...

Era eu que estava em casa e na guerra

Estava em terra e.... voava

Era eu e não sabia quem era

Era de certeza um homem

 

No meu acordar désta manhã...

Tinha o rosto e o corpo pintados de preto e branco

Como as cores da televisão que nem falou de mim

Ninguem pareçia assustado !!

Com o meu estado de ....

 

IgUaL / DiFeReNtE

 

 

Mané

.

 

 

Som: Patto-Black & White

publicado por Frágil às 20:58
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

Azul...

 

.

.

Azul

 

 

 

Se tu fosses o céu azul…

Eu passava a vida a voar em ti

Se eu fosse o vento...

Levava-te comigo para longe

 

Se tu fosses o Sol...

Eu girava á tua volta a cantar e a dançar

Se eu fosse chuva...

Molhava-te a pele

Com o beijo maior que eu tivesse

 

Se tu fosses o mar azul...

Eu navegava-te como um veleiro

Se eu fosse areia..

Estava sempre entre as tuas ondas

A dizer-te que te amo...

 

 

Mané

.

.

 

Som: Delfins-A cor Azul

publicado por Frágil às 18:55
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Dia de S. Valentim...

.

.

„Dia de S.Valentim“

 

 

 

 

Apetece-me rasgar a folha do calendario que mostra este dia torturador

Sem ti ......o mês de fevereiro não devia existir....vem para quê?!?!?!

Festejar este dia só se for contigo junto de mim

Comer chocolatinhos...tipo “mon cherry” ou outros parecidos

Palavras romanticas e beijos com sabor a chocolate

 

No meio de tantos apaixonados...faltamos eu e tu

Tu que neste momento estás com “ele” e “ele” que está no meu lugar

Talvez estejas até a abrir um presente que queria fosse meu

Eu não te comprei nada porque não posso dar nas vistas

Para nós dois “Apaixonados” este dia vem para nos magoar

 

Páro em frente déstas montras para quê?

Olhem só que figura de parvo a minha

Com os ultimos dez euros que tenho no bolso

A querer comprar a felicidade

 

Só faltava que entre estes apaixonados que vão passando por mim...

Te visse a ti a passar de mãos dádas com “ele”!!!!

Mas o destino ás vezes é meu amigo.....sei que isso não aconteçerá

Tu estás longe e não podes festejar este dia comigo

Há dias nesta porcaria de calendario que não deviam existir

O dia de S. Valentim é mais doloroso que o Natal para mim

 

Aguenta coração...

 

O mês de Fevereiro existe para quê?

 

 

Mané

 

.

 

Som: Jorge Palma-Bairro do Amor

publicado por Frágil às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008

Politicamente TU...

.

.

Politicamente Tu

 

 

A politica nunca foi a ginastica das minhas ideias

Talvez pareça estranho o que estou a pensar e a escrever

Mas o meu unico governo és TU...

 

Queria um medico só para mim

Um medico que me cure as células se envelheçerem

Mas para as rugas do meu espirito

O remedio é simples....és TU...

 

De fisica então!!!!! Não entendo nadinha

Conheço apenas a minha desordem e a tua gravidade

E que o fogo é tambem cientifico

E que entre a lenha e as cinzas...estás TU...

 

TU...o meu orgulho

TU...a minha unica possivel aliança

TU...a minha unica satisfação

TU...a minha T_ _ _ o ( xiu ...que de poilitica isto nada tem )

 

TU

 

 

Mané

 

 

Som: Quinta do Bill-Se te Amo

publicado por Frágil às 22:13
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Visitors


Counter From POQbum .com
website stats

Links

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007


Get Your Own Player!