Sábado, 29 de Dezembro de 2007

A um passo da cidade...

.

.

„ A um passo da cidade"

  

 

Existe um bocado de çéu

Esqueçido debaixo do sol

Terra de ninguem…

Dias rendidos

Comboios que nao páram

E que correm no tempo

  

Fica uma esperança….

Atráz de todas as portas

Cansada de poesias

Sonhos para quem quer sonhar

Pão para quem quer comer

E só amor……..

  

A rua é a primiera escola

O desafio de todos os dias

Para quem não se pode render

Murros na cára há-de levár

Calado sem nunca falar…

Para sobreviver….

  

Existe uma pequena historia

Deixada debaixo dos problemas

Escrita para e por ninguem…

Fora dos muros da cidade

Há quem te espere para viveres…

Com os nossos sonhos

  

A vida é uma subida

Que não acaba nunca

Para quem não se pode perder….

Tenta fugir daqui para longe

Com o diploma de honestidade

Que te ajuda a viver….

   

Eu consegui olhar-lhes nos olhos

Daqueles heróis perdentes

Consegui vê-los chorar…..

E a um passo da cidade

Apontàdos nésta realidade

E sem futuro….

 

E a um passo da cidade…

A liberdade é uma jaula

Quiçá a chave do medo

Treme o mar debaixo das murálhas

Não se sabe o que sao verdades

Mas a um passo da cidade…

Hà um çéu sempre escuro

De onde chovem palavras

Que nunca conseguem encher nada

Ajuda, ajuda…..

Que mais um prédio caiu…

   

 

  

Mané


publicado por Frágil às 11:41
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

História de um Natal diferente...

Photobucket

 

.

.

História de um Natal diferente...

Uma ideia de: Mnike

  

  

  Vinda elegantemente daqui: Valor das coisas

 

 

 

Teresa… olha para mim…

Sei que nos resta pouco tempo mas quero vivê-lo contigo e fazer com que cada minuto seja uma pequena eternidade.

Vamos…

Vamos os dois falar com o Dr. Rodrigo…

     

Com aquele turbilhão de emoções com sabor um pouco a tudo, a tristeza, a mágoa, a alegria, a felicidade.....

Ouviu-se um choro de bébé.....vindo de um berço que tinha ficado no wall de entrada...

 

A Menina!!!!!! Exclamou o Quim e a Angelina ao mesmo tempo, enquanto Carlos e Teresa entre lagrimas e abraços, lançaram um sorriso ternurento como que a dizer: Vamos viver o que há para viver, vamos lutar juntos contra tudo e todos, vamos arregaçar as mangas e em conjunto como uma verdadeira familia que somos, vencer o tempo perdido e mostrar a esse tumor que somos mais fortes .

 

Aquele choro de bébé tinha como que dado coragem e força para esqueçer tudo o que de mau se passou naqueles ultimos 20 anos, tinha dado força para esquecer a ausencia de 20 anos e acima de tudo tinha dado força para encontrar o caminho da felicidade.

 

Naquele silêncio que se podia cortar á faca.....parecia ouvir-se o eco das notas de “Renasçer” e não fosse a bébé lançar mais um choro, tinham ficado ali todos encantados naquela atmosfera familiar sem se lembrar que o medico estava á espera de Teresa...

 

Carlos acordou daquele encanto e com voz de homem renascido e corajoso disse: vamos ao medico....

 

Desceram as escadas do prédio abraçados e mesmo sem falar a sintonia era tanta que só os olhares ternurentos diziam tudo, por telepatia sabiam exactamente o que o outro estava a pensar naquele preciso momento, faziam projectos e imaginavam-se a passear a netinha num parque cheio de flores.

 

Depressa chegaram ao consultorio do Dr. Rodrigo que assim que soube da presença de Carlos e Teresa, apesar da sala de espera estar cheia de gente, os mandou entrar imediatamente.

 

Carlos....Teresa, não se assustem com a pressa com vos mandei chamar, tenho boas noticias, não os quis fazer esperar mais porque como a propria Teresa lhe pode confirmar.... sei da vossa história, foi necessario saber para preparar a Teresa aquela noticia, tivemos longas conversas e falamos um pouco de tudo, a noticia de um tumor maligno implica a que se prepare primeiro o paciente a receber a noticia.

 

Sô Doutor.....poderia ser mais breve? Estamos ansiosos para saber o que tem para nos dizer.

 

Sim, têm razão, nem eu quero roubar mais tempo á vossa felicidade, a verdade é que tenho que vos pedir desculpa pelo dano mental que vos causei, principalmente á Teresa, é assim....

A minha assistente trocou as suas analises com as de outra paciente e o que a Teresa tem não é tumor maligno nenhum, deve fazer outras analises sim, mas apenas para confirmar estas primeiras , não há motivo para alarme, a Teresa tem apenas umas enchaquecas que nada têm a ver com um tumor ou qualquer coisa parecida.

 

Carlos e Teresa não cabiam em si de tanta felicidade, o Dr. Rodrigo continuava a falar mas eles já nem o ouviam, correram de mãos dadas em direcção à porta de saída, para darem as boas noticias ao resto da familia, familia que......

 

Continua aqui: Trampolim

 

 


publicado por Frágil às 11:15
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2007

É Natal...

.

.

„É Natal“

 

 

É Natal…

Tanta neve que cai lentamente..

Tudo o que era verde ficou branco

O Pai natal cada ano fica mais cansado

Com o saco das prendas para todo o mundo

 

As crianças jà escreveram os seus pedidos

Um avo que esconde uma prendinha

Apareçeu tambem o mesmo carteiro

E eu pagàva para ter um postal teu

 

É Natal

Nasçe o bem e morre o mal

É Natal

Desejo-te mais que o Natal

Para mim nao nasçeu o menino Jesus

Porque me faltas tu..

E para mim nao é dia de fésta

Por que tu nao estàs aqui comigo

Queria mandar um postal de boas festas

Sei onde estàs mas nao o posso fazer

E assim é um Natal triste..

Longe de ti...

 

É Natal

Eu penso em ti e estou mal

É Natal

Sem ti fico sempre mais mal

É Natal

Até a arvore de Natal chora por ti

 

Ruas e lampadas coloridas...

Igrejas que voltam a encher

Até quem nao acredita neste dia diz...

Nasçeu quem criou o mundo

 

Mas tu continuas a faltar-me

E eu nao consigo acreditar

 

A enorme arvore de Natal na sala

A lareira..

E o nossso amor......

 

 

Mané

 

 

 

 

 

 

 

PS: Desculpem tds os que não desejei um bom natal como se deve, mto devido á minha falta de tempo do momento, espero que entendam.

 

 


publicado por Frágil às 06:17
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2007

Bom Natal Ma...

.

.

"Bom Natal Ma"

 

 

Parece que oiço aquela voz…..

Aquela voz de quando eu era pequenino

Que me contava a historia do Pinóquio

E com aquela pressa no cabelo

Dizia……..

É tão bonito o meu filho

  

Ma….

O maior tesouro que a vida me deu és tu

Ma…

Tu és como uma estrela que brilha

Mas nao dá mais luz

   

Os teus cabelos já brancos

Faziam-te sentir mais velha do que eras

Mas mesmo assim...

Rias e choravas

Feliz por sofrer

E contente por morrer

     

Ma…

Tu déste-me a vida

E agora nao tens mais nada para me dar

  

Acompanhávas-me á escola e ….

Dizia a professora:

Só sabe fazer asneiras

Mortificada e com uma cara branca…

Tu respondias-lhe:

"Só no céu é que há santos"

   

Ma…

Estejas onde estiveres

Para mim serás sempre a maior

E se só no céu é que há santos...

Tu és de certeza

A santa mais bondosa do meu mundo.

Bom Natal Ma….

    

  

Mané


publicado por Frágil às 15:01
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Domingo, 16 de Dezembro de 2007

Lembro-me...

 

.

.

Lembro-me

 

 

 

Eu lembro-me

 

Uma rua cheia de buracos e um par de sapatos estreitos.....porque estava a crescer.

As pessoas dentro de sobretudos comprados na feira.....que fumavam o frio.

No ar sentia-se o perfume do pão que saía dos fornos......e suspirava.

 

E lembro-me...

 

Os teus passos lentos e os teus olhos distantes......que me batiam no peito.

Uma noite mal dormida no teu rosto e o meu nome entre os dentes.....com sabor a mentol.

Eu parecia-me ouvir violinos e um beijo no silencio......que soava.

 

E Amr...

Que não passas nunca e crescias como as folhas verdes do trigo.....e como cresce o pão.

 

E Amr...

Que não avisas nunca e podes acabar em qualquer momento......mas quando não se sabe.

 

 

 

Mané

 


publicado por Frágil às 12:59
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007

Tu....a minha vida...

.

.

"Tu...a minha vida"

 

 

         

     

Olho a vida que escorre

Nas mãos deste mundo que...

Não vê, não ouve e não sente

As dores de quem se lamenta

E enquanto o vento adormece...

Cai do céu a água que enche os dias de guerra

E que são paginas de sangue cá na terra

   

Amor...

Se não existisses tu

Que sabor teriam os meus dias?

Como seria eu abrir os olhos...

E tu não seres a minha luz?

      

Amor...

Quarenta anos são muitos..

E dão para entender muitas coisas

Para mudar é preciso tempo

Para disparar não é preciso nada

E esta cidade que se vai afundando

Nos problemas da esperança e das mentiras

Faz-me ficar parádo e distante

Porque quero falar com a consciência

    

Amor.....

Se não existisses tu

As palavras não eram caríçias

Que me falam e me ajudam

E um momento não era uma vida

    

Que junto a ti não acaba nunca...

  

 

 

Mané


publicado por Frágil às 15:23
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Terça-feira, 11 de Dezembro de 2007

Um Fã...

.

.

Hello Ppl...

O post de hoje não estava programado, mto pelo contrario, tinha outro post até já pronto IoI.

    

Este post.....não sei se vou fazer bem ou não, podia ter respondido por mail, mas se como não sei mto bem como responder, vou tentar responder sim...., mas queria ter outras opiniões, de homens e de mulheres.

O "amigo" entenderá o pk de eu fazer um post com a sua pergunta, alias visto que procura ajuda!!! espero que com as opiniões de várias pessoas a encontrarà!!!!!!

   

É assim.....recebi um mail de UM FÃ, nada de rir hein!!! até pk a pessoa me pareceu mto bem intencionada, educada e.... quero respeitá-la e tentar ajudar mesmo.

   

O senhor ( que assinou e tudo mas eu não divulgo o nome por respeito ), ( pela escrita pareceu-me jovem, timido e envergonhado ) já me segue desde o primeiro vivendo-me!!! diz que sabe todos os meus poemas "desabafos" quase a memoria, diz que tem um problema e pede ajuda.

O senhor diz que está apaixonadissimo por uma mulher que não sente o mesmo por ele, talvez pk ele não lhe sabe demonstrar que està apaixonado por ela, não tem argumentos e tem medo que ela reája mal.

    

Bem....cáro amigo, que dizer?

É-me dificl responder-lhe, primeiro pk é a primeira vez que recebo um mail de um homem a pedir-me ajuda nesse sentido, depois pk agradeço imenso que me siga e que me leia, mas talvez eu não seja propriamente a pessoa certa para lhe responder!!!!!! mesmo assim vou tentar...

    

Experimente a faze-la sorrir, a faze-la sentir feliz qdo està na sua companhia, eu penso que para conquistar uma mulher não existam tácticas, o "engate" como o senhor lhe chama, não é propriamente um "engate", mas sim o ser vc mesmo, o dar voz ao seu coração.

Eu penso que as mulheres gostam de alegria, adoram sorrir e sentir que um alguem lhe é simpatico, todo o resto virá depois ou não.

Se a conseguir fazer sorrir torna-se tudo mais facil, faça-a sentir importante para si, diferente, faça com que ela se sinta bem e segura qdo está na sua companhia, a partir daí o que tiver que acontecer acontecerá, ou então não, caso ela não sentir o mesmo por si.

Desde já agradeço imenso que me leia e me siga e espero com esta resposta e com mais algumas ideias dos comentarios que aqui aparecerão o ter ajudado.

  

  

  

PS: Não se esqueça de ser romântico........mas elegantemente IoI


publicado por Frágil às 16:04
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Domingo, 9 de Dezembro de 2007

Além-tejo.....

.

.

„Alentejano“

 

 

 

 

 

Mas tu que sabes?

Tu quem és para falares do Alentejo?

Tu que não és como eu um “Ramo de Chapárro”

Tu que só vês os postais e ouves falar do Alentejo

Tu que só passas de carro e dizes: “Que giro”

 

Não....

Tu não podes falar só do mal do Alentejo

Nós nascemos doentes

De uma doença que não se cura nunca

E vamos andando para a frentiiiii, com as carícias de Deus...

Que nos enriquecem as mãos

 

Um alentejano ....

Não está sempre alegre

Não é só anedodas e riso

Não lhe chega só o sol.... tem outros pensamentos

E nesta corrida somos sempre os ultimos a arrancar

Corremos toda a vida para alcançar a méta da mesma barreira

 

Não....

Tu nunca poderás entender o que são milagres

Se não conheces o sofrer das gentes do sul

Se soubesses o que é a “Terra seca”!!!!

Se soubesses o que é ter que partir sempre

Se soubesses o que é chorar abraçado á melancolia

Entre alentejo e terras nórdicas e geládas

 

Os alentejanos são tambem os que agradecem sempre

Mesmo que o que lhe dás ou fazes é um direito humano

Os alentejanos são tambem os que pensam que são espertos

E não sabem que foram e continuam a ser sempre enganados

Os alentejanos são acima de tudo os que trabalham

Ou que esperam trabalhar....

Numa região onde o trabalho é uma coisa preciosa

E como todas as coisas preciosas não se encontra!!!!

 

 

 

Mané

 

 

 

 

 

      .

 

Tumba......Areops olé......Tenho dito

 

 


publicado por Frágil às 15:19
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

Se tu não existisses...

.

.

Se tu não existisses"

 

 

Se tu não existisses..

Se eu não te conheçesse....

Se não me apaixonasse...

Cada vez mais por ti.

 

Se eu não adormeçesse...

Se eu não sonhasse..

E não acordasse...

Sempre a pensar em ti.

 

Não te telefonava

Não te pedia desculpa

Se tu não existissses...

Eu não era ciumento.

 

Se tu não existisses..

Se tu não me faltasses

Não me stressava assim...

Para poder estàr contigo.

 

Não te esperava sempre

Na ansiedade que não venhas

Não era um só momento..

Uma vida sem ti.

 

Mas tu existes..

Estàs aqui...

Mesmo quando aqui nao estàs

Onde eu estou tu também estàs

Porque os dois somos um sò

Sim tu existes....

Estàs aqui ..

E sem mim tu nunca vàis

Tu és sempre tu

És o nunca...

E é sempre como que queres tu.

 

Se tu não existisses..

E talvez eu também não

E Deus se te inventasse....

Inventasse a mim também.

 

Se tu não existisses..

Eu voltava sempre cedo para casa

E não ficava ali colado a televisão

 

Se tu não existisses....

Se tu não me faltasses....

Eu não estava aqui e agora

A escrever este poema

 

Para ti...

 

 

 

Mané

 


publicado por Frágil às 11:02
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Terça-feira, 4 de Dezembro de 2007

Hoje acordei...

Hoje acordei com uma enorme vontade de.....

      

   

    

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

.

.

Viver.....

    

Mas com a falta de inspiração a aumentar.

   

Por isso não faço a minima ideia de quando voltarei a publicar.....

  

 

Pode demorar algum tempo, ou então não IoI


publicado por Frágil às 08:28
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Visitors


Counter From POQbum .com
website stats

favoritos

*Laura c`è*

*Chamem a Policia*

*QUEEN*

*Vigaro cá Vigaro lá*

*Perfume Patchouly*

*Grease*

*Just an Illusion*

*Help*

Um anjo da guarda em carn...

Amar é....

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007


Get Your Own Player!