Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

Outro planeta....

Hello ppl…

 

Hà quem se pergunte o porque de mais um blog.

Pois é, nem eu sei o porque, talvez porque me esteja a tentar ultrapassar a mim mesmo!!!

Um desafio a mim mesmo talvez, quiçà…

 

Serà tudo isto sim, talvez, ou talvez não…..

Talvez seja so vontade de algo de novo……para jà foi so assim em jeito de brincadeira, adorei a imagem e tumba, là vai ele…..

 

Porque um blog novo?!?!?......bem…..so vendo e lendo se saberà IoI

 

Sejam desde jà bem vindos e bom divertimento...

.

PS: em breve responderei a tds os comentarios

 .

.

.

.

„Outro planeta“

 

 

 

 

 

Partimos em breve

Faltam so alguns minutos

Por todas as ofensas a nós..... desconsiderados

Aqui...... estamos fodidos

 

Partimos, vamos embora

Empurrados em direcção a outro planeta

Teremos mais respeito

O tal respeito que nos negaram

 

Fomos condenados

Nós....... calculos errados

Nós escondidos nos cantos mais escuros

Mas virão dias perversos, dias diferentes

 

Nós desenvergonhados

Nós que não fomos capazes de ser homens

Será um outro planeta, outra terra

E saberemos o quanto custa ser bastardo

 

Lá seremos nós…

A imortalidade irá para o inferno

Apagamos todas as sombras

Atraz de imagens falsas ou pretestos

 

Nem vitimas nem herois

Nada de rir por detraz dos nossos gestos

Orgulhosos de voar

Com estes arrepios nos ossos

 

Será outro planeta

Um outro universo

Onde existir conta!!!!

Sem desprezo ou piedade

 

 

 

Mané

 

 


publicado por Frágil às 08:31
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Terça-feira, 28 de Agosto de 2007

Intro...

.

.

"Frágil"

 

Aluga-se vida...

Muito bonita

Recheada de tudo

Amor e guerra

Raizes ao vento e murros na cára

No sentido mais verdadeiro e que fazem doer

    

Com vista para o fumo dos anos

Que escorre rapidamente nos quadros do tempo

Com sonhos e rosas plantadas no coração

E onde não são os picos que magoam

   

Frágil...

Do profundo do meu infernal canto frágil

Dos meus erros e de uma dor a defender

Até que o ultimo respiro cansado me surpreenda

    

Frágil...

Vendo as joias e as dores

Os beijos de cama e o amanhã

Conquisto o pouco que tenho...

Pago a conta e depois quiçá

Se um dia podesse não errar!!

Talvez podesse dormir descansado

Ao lado dos teus olhos

Que são a coisa mais justa e verdadeira

Que Deus me dá

   

Frágil

.

Mané

 

 

tags:

publicado por Frágil às 15:45
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito

Visitors


Counter From POQbum .com
website stats

favoritos

*Laura c`è*

*Chamem a Policia*

*QUEEN*

*Vigaro cá Vigaro lá*

*Perfume Patchouly*

*Grease*

*Just an Illusion*

*Help*

Um anjo da guarda em carn...

Amar é....

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007


Get Your Own Player!