Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008

Sonhando um pouco...

.

.

„Sonhando um pouco“

 

 

 

Adormeço e sonho um pouco com tudo

Vejo cáras normais que me olham sem piedade

Invento um amor..... porque a vida só tem coisas feias

Chovem palavras e eu brinco com elas para sorrir

Os dias passam e eu alimento-me só de paciençia

Amo as cores....porque não têm forma

Mesmo não sendo normal os meus problemas são os de um homem qualquer

A infância escorre-me nas lembranças e toca mesmo no fundo de mim

Invento-te mais doce que o vento

Sem pensar nas consequências estendo as mãos ao meu amanhã

E se me vir no amanhã.....encontro sempre algo para fazer

Apago a luz e penso naquela gravata que não têm a ver com nada do que sinto

Esboço um sorriso para ser igual

E todas as soluções que encontro para a vida

Têm todas um nome...o TEU....

 

 

 

Mané

 


publicado por Frágil às 19:59
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 15 de Janeiro de 2008 às 20:09
Boa tarde querido compadriiiiiiiii ups...boa notiii naei?
pois ei...atao sendu assim boa noti compadri, nao deixa de ser um post bonito pois tens o dom de brincar com as palavras...mas acheio um pouquito triste...há pois é até os poetas teem os seus dias ...sendo assim deixo aqui um beijinho bem doce pó mê compadri chaparruu
bêju em tuuuuuuu compadri


De ______ a 16 de Janeiro de 2008 às 10:47
Eu poderia ter escrito este texto. Amo as cores, o vento, o sol, o mar. Gosto de dias diferentes, de noites sem tempo, de sorrisos e gargalhadas. Sonho sempre algo que sei impossível mas só assim a vida faz sentido. Entendo a rotina como necessária a que os pequenos prazeres sejam possíveis. Penso em coisas que não têm nada a ver com aqueles momentos, relembro a infância despreocupada a querer apenas ser mais alta, maior, para ver outros prismas e gentes. Corri durante dez anos de um lado para o outro só para provar a mim mesma que a vida não fazia de mim o que queria e que eu era capaz de lhe dar as voltas que entendia, ainda que insensatas, impensadas e irreflectidas e parei… parei como um baloiço ao vento que nunca está completamente quieto, que sabe que uma batida mais forte o levará mais longe. Gosto de mim, essencialmente, com todas as irregularidades do meu pensamento, com as transparências de egocentrismo e mau feitio, gosto quando me paro e o consigo, e tenho a inteligência de saber que o que quero pode não ser o caminho que pretendo, que há coisas que no fundo têm mesmo e só a importância que lhes atribuímos. Gosto de pessoas, das minhas pessoas, não de todas. Não é fácil para mim gostar de alguém, mas quando gosto, tem de haver muita sacanagem para que me afaste. Não é fácil gostar de alguém, dá trabalho, queima energia, na vida não é só seguir em frente é saber seguir, com coragem, determinação mas sobretudo com carácter e inteligência, ainda que às vezes nos apeteça bater no mundo e deitar tudo ao ar, à cautela é melhor ir fazer qualquer coisa que se goste, geralmente os impulsos dão mau resultado.

E antes de um TU que amo, amo o EU. Amo a Vida. Amo intensamente a Vida e cada vez mais. Lamento não poder partir à descoberta do mundo e ser cidadã dele, partir sem amarras, apenas ser viajante e pessoa. Amo a vida e cada vez mais creio na canção que os Resistência da minha adolescência cantavam: " Quando alguém nasce, nasce selvagem... Não é de ninguém..."

Foi talvez a maior descoberta que fiz neste ano, não consigo pertencer a ninguém. Ok sou selvagem , tásse bem.

Porque " têm todas um nome... o TEU...": VIVER!!


De tugafixe a 16 de Janeiro de 2008 às 12:23
Brilhante! Adorei a última frase!

Abraçu!


De Ana a 16 de Janeiro de 2008 às 21:21
Noto um cadinho de tristeza, melancolia? Mas adorei, ( para variar ).
E coincidência das coincidências, sabes uma coisa? Todas as soluções que encontro para a minha vida têm todas um nome... o TEU....
A/Mo-te por tudo e por nada
grande no tu


Comentar post

Visitors


Counter From POQbum .com
website stats

favoritos

*Laura c`è*

*Chamem a Policia*

*QUEEN*

*Vigaro cá Vigaro lá*

*Perfume Patchouly*

*Grease*

*Just an Illusion*

*Help*

Um anjo da guarda em carn...

Amar é....

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007


Get Your Own Player!