Domingo, 16 de Dezembro de 2007

Lembro-me...

 

.

.

Lembro-me

 

 

 

Eu lembro-me

 

Uma rua cheia de buracos e um par de sapatos estreitos.....porque estava a crescer.

As pessoas dentro de sobretudos comprados na feira.....que fumavam o frio.

No ar sentia-se o perfume do pão que saía dos fornos......e suspirava.

 

E lembro-me...

 

Os teus passos lentos e os teus olhos distantes......que me batiam no peito.

Uma noite mal dormida no teu rosto e o meu nome entre os dentes.....com sabor a mentol.

Eu parecia-me ouvir violinos e um beijo no silencio......que soava.

 

E Amr...

Que não passas nunca e crescias como as folhas verdes do trigo.....e como cresce o pão.

 

E Amr...

Que não avisas nunca e podes acabar em qualquer momento......mas quando não se sabe.

 

 

 

Mané

 


publicado por Frágil às 12:59
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De tugafixe a 16 de Dezembro de 2007 às 13:51
Cumpadri!
Que espectáculo! Tanto as palavras, como o grafismo!
Gostei muito!

Abraçuuu!


De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 16 de Dezembro de 2007 às 13:55
como sempre posts cheios de sentimentos, os teus sentimentos,passando para te desejar um optimo domingo bêju doci em tu compadriiiiiiiiiiiiiii


De mnike30 a 17 de Dezembro de 2007 às 08:15
"O teu passo me chamará para fora da toca, como se fosse música. E depois, olha! Vês, lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo"...Antoine de Saint-Exupéry, Le petit prince
BêjuuuuUUU


De mnike30 a 17 de Dezembro de 2007 às 21:42
Olá Mané,
o Redjan tb já postou. Passou o conto de Natal à Meia Laranja Inteira. Fica atento... qualquer dia calha-te!
Beijinhos


De Pipocas4 a 19 de Dezembro de 2007 às 19:17
Olá Mané!
Passei para te desejar um óptimo Natal a ti e aos teus!
Fica bem!


De Ana a 20 de Dezembro de 2007 às 11:53
quero que este amor não acabe nunca, porque sem ti a minha vida não tem razão de ser.
A/Mo-te por tudo e por nada!


Comentar post

Visitors


Counter From POQbum .com
website stats

Links

pesquisar

 

Posts recentes

A cor das minhas palavras...

„Amores longuinquos“...

Pelos teus Olhos I...

Sexo...

Sem sentido...

Silêncio...

O Amor és TU...

As minhas lágrimas...

Corações fortes...

Amor em plena liberdade.....

A voz da razão...

Carta de Amor Xaparrense....

Carta de desamor, O Amor ...

Nós Romanticos...

Palavras...

Apocalypse...

O sabor de um beijo...

O Infinito...

"Regresso" (2)

O Regresso...

Neste mundo de ladrões...

As Mulheres sabem...

Em órbita...

A quatro olhos...

Com tudo o que temos mais...

Palavras perdidas...

Memories I...*Os dias do ...

Ausente/Presente...

Falta de Tempo...

PARABÉNS

Curta-Metragem...

Guilty pleasures ...

Onde nasce Sol...

Deixa-me RiR...

"Memoria em 6 palavras"

Ma...

Private Property...

Click Me...

Estrela...

Rebelde...

Welcome....Ki

Amores...

Poucas Palavras...

Bolota Luminosa...

O Amor...

Pelos teus olhos...

Guerra...

Calor Frágil...

Nas Nuvens...

Escultura...

Arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007


Get Your Own Player!